domingo, janeiro 23, 2011

1 mes

Escrevi esse text ai embaixo no dia 23 de janeiro, publiquei, mas o blog nao publicou. Acabei de ver que ainda estava quardado como rascunho. Ai vai.

1 mes de que? De perda? Perdi nao, ta? Ele foi porque teve que ir, porque tava na hora. Eu to com saudade, morrendo... Uma saudade conformada e por isso mesmo ainda acho que nao perdi. Eu ganhei. Ganhei ele pra sempre, la dentro de mim. De la ele nunca vai sair.
Nao quero que voces sintam pena ou qualquer outro desses sentimentos. Foram os tres anos mais felizes da minha vida, aprendi a amar plenamente e fui amada profundamente. Descobri amor, parceria, amizade, bondade. Aprendi a doar e a receber. Tirei de cada minuto um motivo e uma razao pra sorrir e fiz ele sorrir muito e sempre.
Ele ta aqui dentro e hoje faz um mes que eu ganhei um anjinho, faz um mes que eu eternizei um amor que vai ficar guardado pra sempre.
Passei o dia de hoje como ele queria, mergulhando no mar da Tailandia com os peixinhos, com nemo, com as tartarugas e com os tubaroes. La embaixo eu pensei nele e falei com ele. Tenho certeza que ele estava la comigo, do meu lado e dentro de mim.
Beijos pra todos.

4 Comments:

Anonymous Anônimo said...

"Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência, essa ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim."

Drummond sabe das coisas

3:43 PM  
Anonymous Anônimo said...

Maguinha, é impossível sentir pena de você ou de Henry. No máximo, tristeza. Afinal, a nossa tendência humana é sempre esperar (não importa em que condições) pelo final mais feliz. Beijo gde, Patricia (e Play).

4:32 PM  
Blogger ocie said...

Este comentário foi removido pelo autor.

10:42 AM  
Anonymous Kristy said...

De acuerdo :) A veces tenemos que tener y perder un amor tan puro para poder valorarlo. Y el, donde sea, esta sonriendo a ti:) Nada es por siempre, y por eso, en vez de ser triste por perder algo, hay que ser alegre que tuviste la buena suerte de tener lo en el primer lugar. De hecho, no siento pena por ti, sino celos, porque tu has tenido un amor tan bello que yo todavia no he experimentado.

10:46 AM  

Postar um comentário

<< Home