quarta-feira, agosto 11, 2010

Touch wood

 

 

 

 



Não quero falar muito pra não da azar, mas que o marido ta bem... ta sim.
Sem dúvida esta na melhor forma desde abril quando ele foi parar naquela horrososa UTI. Os médicos não param de comentar como ele ta aparentando estar melhor, mais forte, mais disposto. Espero que seja o inicio do fim.
Essas fotos ai foram tiradas na Irlanda, em Cork. A gente acha que ai Henry já estava doente, mas não sabia. Um pouco mais de um mês depois ele foi diagnosticado. Lembro bem achando um monte de tumorzinho distribuido pelo corpo dele, cheguei ate comentar que isso poderia ser serio... poderia ser cancer.

Hoje eu andei pensando no blog. O quanto que eu não escrevo tudo aquilo que quero por simples medo. Eu gosto de mostrar o lado bom das coisas, sempre, mostrar que Henry ta se recuperando, mesmo quando ele não estava. Quero fazer as pessoas olharem pro blog e sorrirem, se emocionarem de felicidade. Não quero preocupação, apreensão, muito menos pena. Não são esses os sentimentos que eu quero das pessoas, por isso escrevo menos. Não escrevo minhas angustias e saudades, minhas tristezas, minhas decepções. Hoje decidi que vou tentar. Tentar me expressar mais, colocar as coisas pra fora e tentar, a cada dia, diminuir o aperto do coração.
Domingo eu fui pra igreja. Acordei cedo, me leventei e fui. Desde que Henry foi diagnosticado eu nunca tinha rezado de verdade, conversado com Deus, agredecido. De um tempo pra ca, desde que Henry ficou muito muito doente, eu comecei a repensar nessa relação balançada que tenho com Ele. Resolvi rezar mais, acreditar mais, pedir menos e agradecer mais. A missa foi em ingles, eu sentei no fundo e não entendi muita coisa... mas conversei com Deus. Cheguei ate a chorar calada, tentando segurar as lágrimas, ajoelhada na almofada e pedindo saúde. Confesso que senti uma coisa lá dentro, como se eu tivesse sido ouvida / tocada, sabe? Parece que acalentou meu coração, como se estivesse me dizendo que era só isso que faltava pras coisas começarem a se acalmar.
Domingo que vem eu vou de novo, dessa vez pra uma missa em português, que tem todo domingo as 17h. Até Henry que é meio ateu disse que queria ir. Ele disse que reza, mas não sabe pra que ou pra quem. Devagarzinho ele ta ficando mais ligado a Deus, rezando e acreditando. Vai ver que é só isso que falta pro fim do pesadelo finalmente chegar

Ps.Desculpa pelos erros de portugues, dessa vez eu exagerei mesmo. Vou tentar revisar mais. Dessa vez tive que voltar no post pra corrigir.

6 Comments:

Blogger A. said...

Nem sei dizer o quanto fiquei feliz com o que li.

8:57 PM  
Anonymous LeLi said...

Te amo!

7:43 AM  
Anonymous Anônimo said...

Vcs estão sempre nas minhas orações tb!!! Beijo enorme.
Coquinha.

12:59 PM  
Anonymous Anônimo said...

adoro essas fotos de vcs. nesse fim de semana sabia que voces seriam casados. mto bom ler seu blog e saber de suas vidas, penso em vcs muito. abraco grandes pra vcs dois. saudades. so 4 meses ate a gente se ver. Aoife & Conal xxx

2:27 PM  
Anonymous gabi said...

e vai terminar! :)
beijoooo!

5:09 PM  
Blogger Vera said...

Eu amo voces MUIIIITTTOOOO.
Mae

2:08 AM  

Postar um comentário

<< Home