sexta-feira, dezembro 15, 2006

Dias mais escuros, mais tristes e mais solitários.












O fato das coisas serem passageiras faz com que a expressão “Carpe Diem” seja seguida ao pé da letra. Apesar de ter passado ¼ da minha vida tentando, foi só quando cheguei aqui que realmente consegui aproveitar as coisas do presente sem deixar rugas de preocupação com o futuro invadir minha testa.
Londres nos ensinou, entre tantas outras lições, que tudo o que estávamos aqui vivendo só tinha o próprio momento para ser aproveitado, e foi!
Todos sabíamos que a hora de dizer tchau chegaria e toda essa vida, cheia de vida, ficaria como uma das melhores fases de nossas vidas, mas no passado.
A despedida de alguns já chegou, e nada fácil foi aos que ficaram. Outros dizem tchau daqui a pouco e ainda têm aqueles que daqui não vão sair. Nesse momento, a única coisa que faz consolar é ter a certeza que os momentos passaram, mas as lembranças que deixaram, ninguém poderá nos tirar.

4 Comments:

Blogger Adriana said...

É, é exatamente isso que você escreve que todo mundo que faz uma viagem dessas passa na hora de dizer xau. Mas tudo fica guardadinho em um lugar massa, que nada apaga. Muito linda a primeira foto viu, ainda não tinha visto essa. Beijos

11:52 AM  
Blogger Sergio David said...

Pois é, Maguinha. Carpe dien!!!!!!! Sempre. bj

2:46 PM  
Anonymous Coquinha said...

Maguinhaaa!!!!
revivi minha volta de Cambridge enquanto lia seu texto! É exatamente isso... eh uma angustia misturada com saudade, dor e medo!!! Mas eh verdade, não se apaga nunca, eh uma lembrança boa que vai ficar pra sempre...

4:07 PM  
Blogger Aninha Brandão said...

Que texto massa, hein?
Tu que fez?!!!!

hahahaha

Te amo Maguicela!

11:28 PM  

Postar um comentário

<< Home