segunda-feira, novembro 23, 2009

É muito doideira.

Rapaz, essa tal da diferença cultural é uma coisa séria mesmo. Não estou falando dos arabes, indiamos e africanos não, mas do Brasil e Inglaterra mesmo. Apesar da cultura brasileira e da inglesa ainda ser muito similar, tem coisinhas que pegam o casal aqui em cheio.
Pra ele, meu irmão pegar na minha bunda é a coisa mais absurda do mundo.
Pra mim, ele andar so de cueca na casa pra cima e pra baixo, independente de quem esteja nela é uma aberração.
Pra ele, a gente fala muito alto.
Pra mim, eles são educados demais só pela sake of it.
Pra ele, "fungar" o nariz é nojento.
Pra mim, assoar o nariz em publico é horrivel.
Pra ele, os brasileiros são viciados em guardanapo.
Pra mim, ficar lambendo os dedos na mesa é agoniante.

Apesar de tudo, já mudei a minha opinião em muitas coisinhas. Tem gente no Brasil que, por causa disso, acha que eu sou meio maluquinha. Já eu acho que os ingleses são ignorantes em algumas coisas e eles acham que nós somos ignorantes em outras. Um país tão avançado, mas as vezes com ideias tão retrogadas.

As mulheres aqui quando ficam grávidas só espalham a notícia depois da 12 semana de gravidez, por medo de perder o bebe antes disso. Oh povo doido, engravidam já pensando que podem perder a criança.
O sexo do bebe só é descoberto na hora do parto, o que eu acho otimo, mas dai a esconder o nome do bebe ate a hora dele nascer já é doideira demais pra mim.
Muitas mulheres param de dar de mamar pros seus filhos por vergonha de colocar as tetas pra fora e amamentar a sua cria em público. Absurdo, né?
Aqui 90% das mulheres tem filho por parto normal, o que é normal e apoio. No Brasil 90% das mulheres tem filhos por cesaria, que na realidade deveria ser chamado de normal no Brasil. Algumas delas optam pela cesaria, algumas querem o normal mas nunca são apoiadas pelos médicos, que sempre tem uma desculpinha pra comodidade de se marcar um parto, como se fosse mais uma consulta. Mais lucrativo pra eles, pro hospital, pra equipe. Mais perigoso pro bebe e pra mamae e sobre a recuperação eu nem comento.

Ponderando a ignorância de ambas as partes, ainda prefiro ter meus babys aqui. Eu sei que vou ter meus filhotes longe dos meu pais, da minha familia e dos meus amigos, mas não abro mão de parto normal por nada nesse mundo todo. Alem disso ainda tem o porem da inseminação artificial de graça, né? Pagar por todas as inseminações no Brasil iria nos custar um apartamento de dois quartos no espinheiro, to fora.

4 Comments:

Blogger Adriana said...

To achando que tu tá grávida e só vai nos contar depois de 12 semanas, é isso...
Beijos e saudades!!!

12:40 AM  
Blogger Mariana said...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
maga tu eh uma onda mesmo...
isso tudo foi por causa da nossa conversa ontem ne...
doooida pra saber o sexo do meu baby!!! hehehehhe
bjos e te amo muuuuuuuuuuuuito.

11:24 PM  
Blogger Marcela Pontual said...

Dida. Tem perigo da pessoa aqui ta gravida, to dizendo que preciso da danada da inseminação.

9:42 PM  
Blogger Vera said...

QUEM DISSE QUE TU VAI FICAR LOGE DE PAINHO E MAINHA????? TU ACHA QUE TEU PAI CONSEGUE??? BEIJOS.TE AMO

7:19 PM  

Postar um comentário

<< Home